História

História da Evangelização

A diocese de Conceição é criada como prelazia de Conceição em 1911, depois de um primeiro trabalho de Evangelização começado por Frei Gil de Vilanova e pelos seus Irmãos e Irmãs Dominicanos de Tolosa (França) em abril de 1897.

As comunidades nascem e crescem, as primeiras vocações parecem. É o período da borracha, dos garimpos e das madeireiras. O Sul do Pará acolhe trabalhadores de todos os cantos do Brasil. As Missões Dominicanas percorrem os territórios conhecidos e desconhecidos, realizando as “desobrigas”. Índios e posseiros convivem numa certa concórdia.

A partir do período dos militares, o afluxo de população se intensifica, os problemas sociais tornam-se predominantes. Violentos conflitos de terra opõem duramente posseiros e latifundiários. A sede da prelazia é transferida para Marabá, e novamente erigida. Novas cidades aparecem ao redor das antigas madeireiras. A “guerilla do Araguaia” provoca a fidelidade das comunidades sustentadas pela Rádio Educadora dos Padres dominicanos, pelo “Movimento de Educação de Base” (MEB) e pelas Santas Missões Populares. As Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s) ilustram uma nova maneira de ser Igreja. Leigos e Padres confessam sua liberdade até o sangue. Marcas de profunda coerência com o Evangelho aparecem no corpo da Igreja.

O papa João Paulo II cria a diocese em 1979. A exigência de fazer-se mais presente nesses novos centros urbanos para evangelizá-los, estruturando melhor o trabalho das comunidades, interpela a diocese. As Pastorais atuam em nome da Igreja envolvendo toda a sociedade. Mas Conceição do Araguaia, a “Cidade Mãe”, é suplantada por Redenção, e aos poucos por outros municípios. A demora da Reforma Agrária perpetua os conflitos sociais e deixa uma parte significativa do nosso povo abandonada. Os assentados constituem uma grande parte da população rural da Diocese, sofrendo pela fraqueza do apoio à agricultura familiar.

O pluralismo cultural e religioso modifica o rosto do povo e os seus costumes. A globalização interessa-se às massas e se esquece da pessoa humana com seus anseios incontornáveis. Sente-se a necessidade de criar um estado do Sul do Pará, mais próximo da vida do povo.

Para resgatar esta história sagrada, a Assembléia Diocesana (2007-2008) proporcionou um novo sopro através do “Projeto Diocesano de Pastoral” para os anos 2009- 2012. Depois de celebrar o Centenário da “Prelazia” (2011), a Diocese se integrou na MISSÃO CONTINENTAL promovida pelo Documento de Aparecida e pelo Projeto Nacional de Evangelização. A Missão Continental está se realizando nas dez paróquias, ao longo dos quatro anos 2012-2015. As prioridades escolhidas pela Diocese de Conceição são três:

  •  Fortalecer o surgimento de uma nova cultura regional digna da pessoa humana filha de Deus.
  • Fortalecer a aproximação dos católicos em relação à Palavra de Deus.
  • Manifestar a nossa padroeira Diocesana, a Imaculada Conceição, como ilustração desta transcendência da pessoa humana, discípula e missionária da Palavra.

Para alcançar estes objetivos, elaboramos uma ação global, leve, contínua, diversificada e inovadora. A metodologia escolhida inclui as três seguintes dimensões:

  • o Realizar SANTAS MISSÕES POPULARES em todas as vilas da zona rural.
  • o Fortalecer a VISITAÇÃO DOMICILIAR pela articulação de todas as atividades de visitas que já existem, mas estão desarticuladas em todas as comunidades urbanas.
  • o Criar “CONGRESSOS de EDUCADORES”, ESCOLA da PALAVRA a distância, realizada e difusa pela PUC-GO, FÓRUM da PAZ,
  • o Renovação do FESTEJO DIOCESANO da PADROEIRA,
  • o Resgate da história da Diocese através da publicação de livrinhos, etc.

Em 2016, entraremos em Assembleia Diocesana para elaborar ao longo do ano o novo PROJETO DIOCESANO de PATORAL para os anos 2017-2020. Incluirá as cinco novas urgências apontadas nas Diretrizes da CNBB: Igreja em permanente estado de missão, Iniciação para a Vida Cristã, Animação Bíblica da Pastoral, Paróquia Comunidade de Comunidades, Serviço da Vida. E os três cuidados solicitados pelo Papa Francisco: Cuidado com a ecologia, cuidado com os mais próximos, cuidados com os mais frágeis.